Os principais exames auditivos

 

Todos os dias, desde o momento em que acordamos até a hora de dormir, passamos por diversas experiências que envolvem nossa audição.

As buzinas do trânsito, os ruídos das obras da cidade, o telefone que toca e até mesmo as conversas com nossos amigos são situações vividas a todo momento em nosso cotidiano, e quando sentimos dificuldade e fazemos força para captar os sons que estão em nosso redor, é sinal de uma possível perda a audição.

Hoje em dia, para os problemas relacionados à perda das funções auditivas existem diversos tipos de exames que são capazes de proporcionar ao paciente diagnósticos seguros e precisos.

Os exames auditivos podem ser feitos de diversas formas, e uma delas é com a participação e a colaboração do próprio paciente com o examinador. Também existem outros tipos de exames que são realizados sem a participação ativa do paciente, fazendo com que o próprio aparelho utilizado no teste faça a leitura correta das funções auditivas de quem está sendo examinado.

Os principais exames auditivos são a audiometria, a imitanciometria, potencial evocado auditivo e emissões otoacústicas.

Audiometria: Apesar de ser um exame preventivo, a audiometria tem como foco principal avaliar a capacidade do paciente não só para ouvir, mas também interpretar sons. É indicado quando existe a necessidade de medir a capacidade auditiva do paciente.

Esse tipo de exame deve ser realizado por um fonoaudiólogo qualificado, pois o profissional irá identificar qual o tipo de perda auditiva que pode ter afetado o paciente. A audiometria é um dos exames mais recomendados para diagnósticos.

Imitanciometria potencial: Exame muito usado para completar a audiometria, a imitanciometria tem como finalidade obter a avaliação do funcionamento das estruturas do ouvido e avaliar a complacência da membrana timpânica.

É um exame simples, rápido e indolor, e tem um papel importante no diagnóstico de perdas auditivas condutivas e sensoriais.

Evocado auditivo: Mais conhecido como EATE, (Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico), esse exame tem o objetivo de examinar a integridade das vias auditivas, desde a orelha interna até o córtex cerebral.

Com base neste exame auditivo é possível determinar se existe ou não perda auditiva. Nele, o paciente fica deitado e com fones de ouvido, e quando o nervo auditivo e as estruturas do tronco encefálico forem ativados pelos estímulos sonoros, é gerada uma quantidade mínima de eletricidade que é captada pelos eletrodos, registrada no equipamento e interpretada pelo examinador.

É um exame feito em cerca de 30 minutos e pode ser realizado tanto em crianças como em adultos.

Você pode saber mais sobre exames auditivos clicando aqui

Caso tenha alguma dúvida em relação ao assunto ou queira se inteirar mais sobre a saúde dos ouvidos, consulte a SONIVOXX. Referência em relação à alta tecnologia em aparelhos auditivos.